Lençóis Maranhenses

O Parque Nacional dos Lençóis Maranhenses é um parque nacional brasileiro criado em 2 de junho de 1981 numa área de 155 mil hectares nas margens do Rio Preguiças, no nordeste do estado do Maranhão e distante cerca de 260 km de São Luís, ocupando uma área total de 270 quilômetros quadrados, com dunas de até 40 metros e lagoas de água doce.

Trata-se de um ecossistema costeiro único dentro do bioma caatinga, que associa ventos fortes e chuvas regulares. Consiste em uma faixa de dunas que avança entre 5 e 25 quilômetros em direção ao interior. As dunas formam pequenas lagoas de água doce. O filme Casa de Areia foi gravado dentro do parque.


Está localizado no estado do Maranhão, abrangendo os municípios de Barreirinhas, Humberto de Campos, Primeira Cruz, Santo Amaro do Maranhão e Paulino Neves. O acesso é realizado por via terrestre pela BR 135, por via Marítima, entrando no canal do Rio Preguiças em Atins e por via Fluvial, a partir de Barreirinhas, através do Rio Preguiças. Por via terrestre, saindo de São Luís, a capital do estado, percorre-se 58 km até Rosário, e a partir daí mais 22 km até Morros e 162 km até Barreirinhas, cruzando-se o trevo para Humberto de Campos. Por via fluvial, adentra-se através do mesmo Rio Preguiças, a partir de Barreirinhas, onde se pode chegar até Atins, no qual existe uma sede administrativa.

A sede do Parque fica a 2 km de Barreirinhas, do outro lado do Rio Preguiças, onde se atravessa de balsa. Existem passeios a partir de Barreirinhas, utilizando veículos apropriados, por meio do qual se chega até as dunas e lagoas de água doce.

Geografia

O Parque Nacional dos Lençóis Maranhenses localiza-se na Microrregião dos Lençóis Maranhenses, ao norte do Brasil e litoral oriental do Maranhão. Para chegar aos lençóis maranhenses pode-se utilizar aviões domésticos de pequeno porte vindos de São Luís até Barreirinhas (distância de 276 Km), com um tempo médio de 50 minutos, em via terrestre são cerca de cinco horas de viagem . Chegando em Barreirinhas é possível visitar os lençóis por meio fluvial, partindo do Rio Preguiças até sua foz com um tempo médio de quatro horas, por meio de barco de linha regular e uma hora em uma lancha.

Também é possível visitar o parque com automóvel (via terrestre) por meio de outras cidades como Humberto de campos (cerca de 259 Km de distância) com duração de três horas e meia, Primeira Cruz (cerca de 272 Km de distância) com duração de aproximadamente quatro horas, Santo Amaro do Maranhão (cerca de 285 Km de distância) com duração aproximada de quatro horas e Paulino Neves (cerca de 475 Km de distância) com duração aproximada de seis horas.

Neste parque de quase 1.550 km2 nasce um rio muito importante para a região, chamado de Rio Preguiças que corta o parque ao meio até desaguar no mar.

Clima

A região dos Lençóis maranhenses pode parecer desértica, mas chove durante um período do ano que vai de Janeiro a Julho. As chuvas contribuem para o controle da umidade da região e formação de Lagos paradisíacos que geralmente secam durante o período seco que vai de Agosto a Dezembro. Chove em média na região 783,3 mm e 991,8 mm, respectivamente.

O clima é sub-úmido seco e as temperaturas medianas anuais estão numa faixa de 26ºC e o índice pluviométrico de 1750 mm, ocorrendo duas estações bem diferenciadas, a estação das chuvas, que começa em Janeiro e termina em Julho e a estação seca, que incia em Agosto e finaliza em Dezembro. No período de transição entre os meses de Dezembro e Janeiro, as vezes até o final de Fevereiro, os lençóis maranhenses ocasionalmente secam, deixando uma bela mais ao mesmo tempo triste do local, pois as lagoas azuladas ou esverdeadas não existem mais.

Vegetação

Os Lençóis maranhenses é uma região rodeada por uma junção de vários biomas, cerrado, caatinga e Floresta Amazônica. Essa junção forma um tipo de bioma único conhecido que merece total conservação.